Pastor Daniel Vieira e a teologia da prosperidade: uma afronta a Deus.


Por 

Bem, antes de mais nada, queria fazer notar que este pequeno texto será escrito em primeira pessoa. Explico o porquê. É que quando se reclama para si todo o direito de ataque ou defesa no confronto das ideias, dificilmente os verbos serão conjugados somente em terceira pessoa. Passa ao sentimento, às paixões interiores e às convicções mais íntimas as palavras que reverberam, e, consequentemente, acabam por tangenciar a pessoa em si, ou seja, a ideia e seu próprio locutor. Apesar disso, há um efeito benéfico: a força dialogal que se estabelece com o leitor é bem mais forte, muito mais forte!

Olhem só. É sempre o Sidney, irmão camarada que também escreve aqui neste espaço, a pessoa quem mais diretamente enfrenta esta questão. Me permito às vezes tocar no ponto, mas sempre dialogando com outras questões que, notadamente, não deixam de ser relevantes. Mas agora, não há como titubear. O chamado à batalha é gritante e ensurdecedor. Passo, portanto, com todas as válidas armas que me são colocadas, a guerrear francamente contra este mal insidioso.

Vejamos. Ontem, ao chegar da aula de pós-graduação, já por volta das dez e meia da noite, liguei a televisão para assistir enquanto preparava o lanche. "Zapiando", encontro o canal 14, canal esse que, aqui em Imperatriz-MA, transmite o sinal da Rede Boas Novas e programação local.  Era o momento da programação local.

Pregava naquele momento, na Igreja da qual é líder, o Pastor Daniel Vieira, muito conhecido em Imperatriz, pois pastoreara muito tempo nesta cidade, tendo ido para Porto Franco-MA posteriormente.

As muitas aberrações evangelísticas, os inúmeros jargões heréticos foram citados às escancaras e repetidamente. Isso logo me entristeceu. Tratava-se do famigerado "evangelho da prosperidade". De minha parte, já sabia que o pastor era paladino deste engôdo, porém, o fato de haver tantas outras mensagens a serem mostradas num canal aberto e escolherem justamente aquela, foi demais para mim. Mostrava-se ali, sem arremedos, a estreita ligação e porque não dizer (já que ontem foi dia dos namorados), o namoro comprometido das lideranças da Igreja em Imperatriz com esta mensagem antibíblica. Se não for um namoro claramente assumido, no mínimo é claramente velado, mas que logo será assumido.

O argumento central daquela mensagem era que: A IGREJA DEVE SER PRÓSPERA PORQUE SOMENTE ASSIM A OBRA MISSIONÁRIA SERÁ SUSTENTADA FINANCEIRAMENTE!

Sinceramente, senhores, não encontro justificativa plausível pra uma pessoa que professa o evangelho, diz-se pastor, e proferir uma afirmativa tão lamentavelmente falaciosa, satânica até. Aliás, a única justifica resta ser a vaidade e orgulho próprios.

Onde na Bíblia, ou mesmo na tradição cristã, se encontra fundamento para dizer que Deus espera que sejamos ricos nesta terra para que ajudemos financeiramente a obra missionária? Não, senhores, isso absolutamente não é o evangelho.

Achando que as balelas continuariam por ali, me abalo mais ainda quando o pastor diz: "Se Deus lhe der um carro novo, me chame pra andar com você. Se lhe der um jet ski, me chame pra ir com você. Se lhe dar uma lancha, me chame pra ir com você!"; "Deus quer que você seja rico!". Por fim, fez uma enganação hipócrita de uma passagem bíblica em que Paulo é ajudado pela igreja de Filipos... Enfim, não demorarei citando ipsis literis o que foi falado, mas vocês já devem ter uma breve noção das escandalosas afirmações.

Todos os que acompanham o blog sabem de minha já antiga oposição a este tipo de mensagem. Com relação a isto não escondo nada de ninguém. Sei que ainda sou repositório de inúmeros erros e misérias, elementos constantes de minha alma caída que procuro tratar aos pés da Cruz. Contudo, espero jamais  professar a heresia da prosperidade, haja vista que Jesus foi sempre longânimo com os  seus, à exceção de quando utilizaram a religião para auferir renda, quando aí utilizou-se de um chicote para bani-los do templo. Verdadeiro contraste.

Outrossim, pregar esta ideia é retornar ao erro do qual a Reforma nos libertou, que é tornar o céu diretamente ligado a seus ganhos financeiros aqui na terra.

Que seja bem lembrado que a única vez em que Jesus chamou de deus outro fator terreno capaz de atrair a atenção e idolatria do homem foi ao se referir a Mamon. Jesus nunca rotulou a prostituição, o vício, a mentira ou qualquer outro pecado, de deus. Mas ao falar do amor ao dinheiro, não se conteve. Viu que ali havia um deus capaz de fazer dobrar os joelhos da idolatria de qualquer homem que se utilizasse da religião para servir a si mesmo.

Concluindo, não desejo aqui fazer inimigos. Sei que posso ser excluído do sistema (conforme me faz lembrar as conversas que tenho  com o Sidney), que os defensores pessoais deste pastor irão se enraivecer, mas é um preço que vale a pena pagar. Tenciono apenas não cair na vala comum dos "bondosos calados", que fogem do embate por mero capricho ou por necessidade de inclusão social dentro da igreja. Não preciso disso.

Não sou seu inimigo, Pastor Daniel Vieira, mas ouso discordar de você. Jesus veio para anunciar as Boas Novas. Todavia, esta teologia não tem nada de bom e nada de novo.

Paz e Bem a todos.

ps: aqui um pequeno trecho da mensagem. Não consegui abrir o vídeo e não sei se há aqui as citações que retirei da mensagem vista ontem pela televisão. Mas está aí, é ver:


.
Imprimir ou salvar em PDF

4 comentários

Sinceramente, eu tenho dó de quem estava neste culto e teve que presenciar e ouvir esta mensagem.

Embora tenha algumas informações importantes e novas que não sabiamos, O FOCO da mensagem é mais o DINHEIRO do que JESUS.

Que Deus tenha misericórdia desse pastor e melhore as mensagens dele para evitar que continuem propagando este tipo de evangelho.

Parabéns pela postagem.

Douglas Fernando
http://ocristaonaculturadehoje.blogspot.com

Responder

CONVITE

Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, leve e dinamico. Palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. Mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.
Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
Abraços do
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Responder

Caro Ruy Marinho,

A paz amado!

Causa-me alegria, saber que o Senhor Nosso Deus, possue muitos da sua verdadeira igreja, prontos a não se renderem aos desejos da carne e assumirem com postura a responsabilidade de anunciar, estas vulgaridades ocorridas por pura carnalidade e desejos de sucesso.

Siga nesta atitude ATALAIANDO sempre e sempre.

O nosso tempo nesta terra está perecendo. Ele está às portas!

O Senhor seja contigo,

O menor de todos os menores desconhecidos.

Responder
Mauro Silva mod

Parabéns pelo texto Rui Marinho

Tive um experiência parecida aqui na cidade de Cabo Frio/RJ.

Todo ano é realizada em Cabo Frio a tal da Expo-gospel, antes do evento é realizado um café com pastores como forma de cooptar os pastores local para apoiar o evento.

Pois bem, no tal café realizado na catedral das Assembléias de Deus, vieram centenas de pastores de várias denominações, das pentecostais as históricas para ouvir Abner Ferreira, MArco Gregório-pregador do evento e outras figuras como Samuel malafaia.

Enfim, toda a reunião teve como tônica a teologia da prosperidade, pasmem, a palavra de oferta durou 45 minutos com o pedido mínimo de 100 reais para ser colocados na salva, isso recheados de promessas de riquezas instantÂnea.

O pior estava para vir, o pastor Marco Gregório da comunidade evangélica de Nova Iguaçu/RJ, o mesmo da oferta, pregou mais 1 hora, defendendo a tese que se os patriarcas eram milionários, portanto nós também deveríamos ser.

A pérola de sua pregação foi "esqueçam o Jesus pobre e pedinte dos evangelhos".

Sinceramente me deu asco, nojo, vergonha, e pior o tal café foi transmitido ao vivo pela televisão local.

Não é surpresa que no referido evento estava lotado de políticos local, cabos eleitorais e conhecidos pastores pedintes.

Que o Todo Poderoso nos ajude a suportar esses dias dificeis que atravessamos, com tenacidade, fé e amor, sem medo de denunciar is pseudos profetas da modernidade.

Abraços em Cristo

Mauro Silva de Cabo Frio

Responder

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

1 - Poste somente o necessário. Se quiser colocar estudos, artigos ou textos grandes, mande para nós por e-mail: bereianos@hotmail.com

2 - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários com conteúdo ofensivo não serão publicados, pois debatemos idéias, não pessoas. Discordar não é problema, visto que na maioria das vezes redunda em edificação e aprendizado. Contudo, discorde com educação e respeito.

3 - Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

4 - A aprovação de seu comentário seguirá os nossos critérios. O Blog Bereianos tem por objetivo à edificação e instrução. Comentários que não seguirem as regras acima e estiver fora do contexto do blog, não serão publicados.

Para mais informações, clique aqui!

Blog Bereianos!